WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia










Rio de Contas: Prefeitura presta contas do carnaval à população


Tida como a edição de maior sucesso e repercussão da história do município, o carnaval 2018 ocorrido em Rio de Contas, superou todas as expectativas de público e organização, conforme foi noticiado pelos diversos meios de comunicação que realizaram a cobertura jornalística do evento. Elogios ao acolhimento, hospitalidade, organização e bom gosto, foram externados pelos foliões que prometem retornar no próximo ano.
Apesar de terem também testemunhado o brilho incontestável do evento, bem como o consequente aquecimento da economia local, com a injeção de recursos através dos milhares de turistas que se fizeram presentes na cidade, em uma atitude inusitada, meses depois, vereadores decidiram convocar os representantes do poder executivo para uma explanação pública, pelo que se percebeu, com o intuito de esclarecer pontos, que na opinião os edis, não se mostravam claros.
O secretário de Administração Atila Ladeia, atendendo aos pedidos dos vereadores, se fez presente nesta segunda-feira (10) na Câmara, utilizando-se da Tribuna Livre, realizou pela primeira vez na história do município, a prestação de contas das ações que resultaram no extraordinário sucesso do carnaval 2018. Atila parabenizou a iniciativa dos vereadores em convocar uma prestação de contas referente ao carnaval 2018, mas indagou o porquê de não terem feito o mesmo nos últimos oito anos.
Muito feliz em suas colocações, o representante do prefeito esclareceu dúvidas e detalhou para o público presente, de que forma são feitas as PPPs – Parcerias Público Privadas no carnaval e como se deu a organização dessa festa que ganha musculatura e já é considerada a maior folia de momo, não somente de Rio de Contas, como de toda a Chapada Diamantina e Sudoeste baiano.
Quando questionado pelo Vereador Valgleber Mafra (PR) sobre a possibilidade de terem vendido o carnaval para empresários, o secretário de imediato respondeu que na verdade, o evento que foi vendido não foi o carnaval 2018 e sim os carnavais realizados durante a gestão anterior, quando se fechava a Praça para fazer festa particular, entregue a empresários de Vitória da Conquista. Atila ressaltou que é no mínimo curioso que a câmara à época, nunca questionou isso. O Secretário seguiu afirmando que ao contrário dos anos anteriores, agora, sob o comando do Prefeito Dr. Cristiano, a comissão do carnaval 2018 montou nessa mesma praça uma estrutura moderna para dar maior conforto e qualidade aos festejos das crianças e dos idosos riocontenses de forma gratuita e igualitária.
Falando por toda equipe da atual gestão municipal, o representante reafirmou que toda a conduta dessa administração é pautada na ética e transparência, desde que assumiram a prefeitura em 2017. Ressaltando posturas adotadas à exemplo dos tributos do município, que antes eram cobrados no prédio da prefeitura, em talões manuscritos e na atualidade, os mesmos são recolhidos através de boletos, pagos diretamente em agências da Caixa Econômica Federal, visando maior transparência para o munícipe.
Ao término da sua fala na Câmara, Atila Ladeia, conclamou os vereadores para que se  unissem e ampliassem  aquela solicitação por ele atendida, para que a prestação de contas das comissões dos carnavais dos últimos cinco anos, também fossem apresentadas naquela casa, tendo em vista a câmara municipal nunca ter se preocupado com isso, a fim de avaliar se o carnaval que hoje conta com cinco dias sai mais barato ou mais caro que os carnavais organizados pela antiga gestão que contava com apenas quatro dias.
Em entrevista concedida por telefone ao Jornal “O Eco” Atila Ladeia disse que foi à Câmara representar a Prefeitura e a comissão 2018 e que não entende o desconforto da oposição em relação ao carnaval desse ano, “Talvez o sucesso do maior carnaval de todos os tempos em Rio de Contas esteja incomodando àqueles que nunca tiveram coragem de questionar os desmandos da gestão passada” disse o secretário de Administração, Atila Ladeia. Fonte Oeco Jornal

Ex presidente Lula pode ser transferido da PF e ficar custodiado em quartel

Foto: Divulgação.

A transferência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva da sede da Polícia Federal, em Curitiba, já está sendo estudada pelo órgão. De acordo com o colunista Lauro Jardim, o motivo seria a aglomeração causada pela presença de Lula no prédio, que atrai imprensa e militâncias favoráveis e contra ao petista. A ideia é que Lula fosse transferido e ficasse custodiado em um quartel do Exército. Para acontecer, no entanto, a transferência terá que ser autorizada pelo juíz Sérgio Moro, quem determinou a prisão de Lula e está com o caso desde o início.

Bahia: Policiais receberão cerca de R$ 30 milhões de Prêmio por Desempenho

Foto: Divulgação SSP/BA.

Pouco mais de 21 mil profissionais das forças de segurança estaduais receberão, nesta terça-feira (10), o Prêmio por Desempenho Policial (PDP). Integrantes das polícias Militar, Civil e Técnica, que reduziram os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), na Bahia, no segundo semestre de 2017, receberão R$ 30 milhões. A iniciativa, proposta pela Secretaria da Segurança Pública, tem como objetivo reconhecer o esforço e dedicação dos efetivos.
Em 2017, a redução de homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte foi de aproximadamente 8% em todo o Estado, resultando na preservação de 270 vidas. Desde 2013 o Governo do Estado paga o PDP.
“Vamos trabalhar cada vez mais para manter os resultados conquistados e oferecer ainda mais segurança aos baianos. Este é um reconhecimento dos esforços empregado pelos policiais”, afirmou o secretário da Segurança, Maurício Teles Barbosa.

Município de Abaíra completa 1.553 dias sem mortes violentas

Foto: Divulgação. 

Tradicionalmente conhecida como a cidade da cachaça, o município de Abaíra, localizado na região da Chapada Diamantina, encontra-se há 1.553 dias sem registros de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs). A última ocorrência desses tipos de delitos foi computada no dia 24 de março de 2015.
Além da população abaerense, outros 12 municípios que compõem a Região Integrada de Segurança Pública (Risp) Chapada, também estão há mais de 250 dias sem casos de CVLIs – homicídios, latrocínios (roubo seguido de morte) e lesão corporal. São eles, Nova Redenção (761 dias), Boninal (802 dias), Novo Horizonte (663 dias), Bonito (593 dias), Palmeiras (395 dias), Wagner (374 dias), Presidente Dutra (356 dias), Brotas de Macaúbas (341 dias), Souto Soares (336 dias), Ipupiara (313 dias), Piatã (269 dias) e Ibititá (261 dias).
“Todo esse resultado é decorrente da integração e do comprometimento das polícias, que, diariamente realizam ações para reduzir e inibir os crimes no nosso estado”, declarou o comandante do Policiamento da Região da Chapada, tenente-coronel PM Valter dos Santos Araújo.
Em parceria com a Polícia Civil, as equipes das 29ª, 42ª Companhias Independentes da Polícia Militar (CIPMs), 7º e 11º Batalhões da PM – unidades responsáveis pelos respectivos municípios –, executam diuturnamente operações destinadas ao combate de crimes, em especial, ao tráfico de drogas, considerado o principal causador de outros delitos.
Dentre as operações estão, a ‘Distrito’, onde é feito o emprego de efetivo policial em povoados que não possuem unidades fixas da PM, ‘Visão Noturna’, com abordagens a veículos e pessoas e a ‘Paz nas Trilhas’, que conta com a presença de policiais militares nos acessos as trilhas da região da Chapada, aumentando assim, a sensação de segurança para os nativos e turistas.
“Trabalhamos em rede, cada um cumprindo com as suas atribuições. A integração entre as polícias Militar e Civil é o grande diferencial para os bons números, no estado”, afirmou o diretor do Departamento de Polícia do Interior (Depin), delegado Flávio Góis. 

Brasil: Justiça decreta indisponibilidade de bens de Lula

Foto: Divulgação. 

A 1ª Vara de Execuções Fiscais de São Paulo decretou a indisponibilidade de bens do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que desde o último sábado está preso na Superintendência da Polícia Federal de Curitiba.

Além de Lula, foi decretada ainda a indisponibilidade dos bens de Paulo Okamotto, do Instituto Lula e da L.I.L.S., empresa de palestras do petista.
A medida é para garantir o pagamento de dívida fiscal com o governo federal no valor de quase R$ 30 milhões.
O débito, em relação a Lula, chega a R$ 15 milhões. No caso de Okamotto, presidente do instituto, o valor supera R$ 14 milhões. A informação foi anotada pela Junta Comercial de São Paulo.

Prefeitura de Livramento revitalizou faixas de pedestres no centro comercial

Foto: Divulgação PML.
A Prefeitura Municipal de Livramento, através da SEINF (secretaria de infraestrutura), revitalizou as faixas de pedestres localizadas no centro comercial da cidade, aproximadamente 6 faixas foram pintadas, a Prefeitura usou tinta especial na cor branca e verde, dando maior visibilidade aos condutores que trafegam pelas avenidas.
Foto: Divulgação PML.

‘Quadrilhão do PMDB’: Juiz aceita denúncia contra Cunha, Geddel e amigos de Temer

Foto: Gustavo Lima/Câmara dos Deputados.

O juiz Marcus Vinícius Reis Bastos, da 12ª Vara Federal de Brasília, aceitou nesta segunda-feira (09) a denúncia contra nove pessoas acusadas de atuarem no chamado “quadrilhão do PMDB”. Agora, eles viraram réus. O caso é um desdobramento da segunda denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer (PMDB), que foi rejeitada pela Câmara do Deputados no ano passado. De acordo com o jornal o Globo, após a decisão da Câmara, o STF remeteu para a primeira instância a parte da investigação envolvendo os políticos que perderam o foro privilegiado, como os ex-ministros Henrique Eduardo Alves e Geddel Vieira Lima, o deputado cassado Eduardo Cunha, além do ex-assessor presidencial Rodrigo Rocha Loures. Também foram denunciados os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria Geral) e o operador financeiro do PMDB, Lúcio Funaro. Com a decisão desta segunda, alguns dos principais aliados de Temer passam a responder na Justiça por suspeita de integrar uma organização criminosa que teria atuado no núcleo do PMDB da Câmara, liderado por Temer.

Justiça Eleitoral declara Charles Fernandes inelegível e multa Jairo Magalhães e Hugo Costa


A Justiça Eleitoral de Guanambi acatou parcialmente a Ação de Investigação Eleitoral interposta pela Coligação Guanambi do Trabalho contra o ex-prefeito Charles Fernandes (PSD) e contra o atual prefeito Jairo Magalhães (PSB) e o vice-prefeito Hugo Costa. Na sentença expedida nesta segunda-feira (9), o juiz eleitoral João Batista Pereira Pinto declarou o abuso de poder político e de autoridade praticados pelo ex-prefeito Charles Fernandes, com influência sobre as eleições municipais de 2016 no Município de Guanambi.
O juiz entendeu que, frente à Prefeitura de Guanambi, Charles Fernandes abusou do poder político ao contratar grande número de servidores em ano eleitoral, sem concurso público ou processo seletivo, bem como rescindindo contratos em período vedado. Ao todo, foram contratados 937 servidores temporários no ano de 2016, inclusive no período vedado pela legislação eleitoral, bem como foram feitas rescisões de contrato de profissionais ligados a adversários políticos.
O ex-prefeito foi decretado inelegível por oito anos e multado em 50 mil Ufirs (Unidade Fiscal de Referência), equivalente a aproximadamente R$165 mil na cotação de hoje. Jairo Magalhães foi condenado ao pagamento de multa no mesmo valor e Hugo Costa ao pagamento de multa no valor de 25 Ufirs, equivalente a aproximadamente R$82 mil. Prefeito e vice-prefeito não foram considerados inelegíveis pois, embora beneficiados com as contratações e demissões, não figuravam como agentes públicos responsáveis pelo executivo municipal. A decisão cabe recurso ao Tribunal Regional Eleitora da Bahia (TRE-BA)
Em sua defesa, Charles Fernandes alegou que as contratações foram para atender a serviços então recém inaugurados de sua gestão, como a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), o SAC e o Hospital Municipal. No entanto, o juiz entendeu que as contratações não foram somente para esta finalidade e desconsiderou o argumento da defesa. A respeito das demissões, o ex-prefeito argumentou que foram realizadas por conta de dificuldades orçamentárias, argumento também não aceito pelo juiz que considerou as alegações como confissão de prática de conduta vedada. Charles alegou também que sua gestão realizou um marco histórico ao fazer o concurso público em 2015, entretanto, o juiz entendeu que o certame só foi realizado devido ao trabalho do Ministério Público que pressionou o gestor a fazê-lo através de uma Ação Civil Pública.

Candidatura para Eleições 2018

A sentença da Justiça Eleitoral que decretou o Charles Fernandes inelegível por oito anos, a princípio, não tira o ex-prefeito das eleições de 2018. O pré-candidato a deputado federal deve recorrer da sentença ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE).
A Lei Complementar nº 135/2010, conhecida como Lei da Ficha Limpa, estabelece em seu artigo 1º, alínea D, que fica inelegível pelo período de oito anos, o candidato que tenha contra sua pessoa representação julgada procedente pela Justiça Eleitoral, em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão colegiado, em processo de apuração de abuso do poder econômico ou político.
No entanto, a inexibilidade do ex-prefeito só será constatada se seu recurso for julgado improcedente antes do mês de agosto, quando acontecem os registros de candidaturas.

Salvador: Operação termina com líder e assaltante de banco presos

Foto: Ascom/Alberto Maraux.


A mega operação denominada Valéria II, deflagrada na madrugada desta segunda-feira (9) pelas polícias Militar, Civil e Rodoviária Federal (PRF) terminou com um líder do tráfico de drogas e de roubos a veículos na BR-324 capturado. Um assaltante de banco e um terceiro criminoso flagrado com carro clonado também acabaram presos em flagrante. A ação integrada foi realizada nos bairros de Valéria e Palestina em Salvador.
O primeiro a ser encontrado, no início da manhã, foi Eduardo dos Santos Rodrigues, o Dudu, que chefia a venda de entorpecentes, no bairro da Palestina, e ordenava roubos a veículos na BR-324. Com ele os policiais encontraram uma pistola calibre 40, munições de calibre 380, uma caderneta com anotações de movimentação do tráfico e uma motocicleta roubada, usada para transitar pelo bairro. O bandido foi interceptado quando pulava o muro de uma casa, sendo acertado com um tiro no joelho. Dudu foi encaminhado para o Hospital do Subúrbio.
Em seguida, no bairro de Valéria, a PRF abordou um homem sem documentos, que posteriormente acabou identificado como Joselito Lima Antunes. Na casa utilizada pelo criminoso, PMs acharam pouco mais de R$ 300 manchados, provenientes de um caixa eletrônico roubado. No final do dia, Uelisson Ferreira Neri foi abordado e preso com um carro modelo Sandero, usando placa clonada. Após checagem no sistema verificou-se que o automóvel era roubado.
“Sabemos que o tráfico de drogas está por trás também de outros crimes e unimos esforços contra esta quadrilha”, comentou o comandante da Operação Apolo, major PM André Borges. O titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos, delegado Marcelo Tânus, por sua vez, explicou que os veículos localizados foram assaltados na região de Simões Filho. “Tem mais gente envolvida e estamos trabalhando para chegar em cada um deles”, enfatizou.
A operação, que contou também com ações preventivas, abordou 600 pessoas, cerca de 300 veículos e pontos de ônibus.

Delegado diz que ‘é hora’ de prender Temer, Alckmin e Aécio


A Polícia Federal apura a conduta do delegado Milton Fornazari Jr., responsável por coordenar, entre 2015 e 2016, a delegacia de Combate à Corrupção e Crimes Financeiros da superintendência do órgão, em São Paulo.
No último sábado (7), o profissional postou em sua página no Facebook, ao comentar a prisão do ex-presidente Lula, que “é hora de serem investigados, processados e presos os outros líderes de viés ideológico diverso, que se beneficiam dos mesmos esquemas ilícitos que sempre existiram no Brasil (Temer, Alckmin, Aécio, etc)”.


De acordo com o G1, a PF informou que serão tomadas “medidas administrativo-disciplinares” em relação ao caso, sem especificar as ações.
No domingo (8), após a repercussão do post, o delegado escreveu que o comentário foi feito como “opinião exclusivamente pessoal como cidadão em relação à minha indignação com a corrupção na política brasileira em geral”.



WebtivaHosting . webtiva.com.br . Webdesign da Bahia